Megasena ou Mega-Cena?

Antares-mercúrio

Acordei, ontem, com as redes sociais em polvorosa com relação à potencial falcatrua na MegaSena. Seria a mega-sena objeto de corrupção também, ou uma mega-encenação manipulada pela CEF para maquear o dinheiro público? O ganhador secreto do lago sul de Brasília seria uma pessoa autêntica ou apenas mais um dos lava cenas do Brasil, comprando o bilhete ganhador do ganhador real e lavando seus milhões de reais adquiridos na falcatrua?  Bom, nada disso ainda foi devidamente esclarecido e pertence à teoria da conspiração. Resolvi olhar um  mapa horário que perguntei durante um momento inesperado para verificar o fato. Pergunta  feita às 13:21 em 27/11/15, em São Paulo: “Isso tudo é uma Mega-Cena?”

Primeiramente, devemos dizer que Mercúrio nesse mapa, está no MC é o símbolo maior desse mapa e Mercúrio está conjunto à estrela Antares. Essa estrela é uma “gigante” do céu. Só para se ter uma ideia vejam as comparações de grandeza dessa estrela com o Sol e a órbita de Marte.

Essa Mega-estrela está literalmente no coração do Escorpião,  denominação advinda de  “anti-aries” , isto é contrária, opositora a ares (nome grego do planeta Marte), indicando que competia em cor com a cor do planeta vermelho. Mas vejam que o raio… o raio, pessoal, dessa estrela vai do centro do sol para além da órbita de Marte (300 milhões de km)… Trata-se de uma mega estrela mesmo! Muito maior que Arcturus que já uma estrela gigante, com um raio de 20 milhões de quilômetros.  Mais de 400 vezes maior que o nosso Sol. Mega, mega, meguíssima… Essa gigantinha é tida como uma das mais perversas do céu, acompanha a Algol na maldade, mas com altivez. É uma estrela de políticos e corruptos de colarinho branco. Maldosa e sem escrúpulos.  Pois é, estava no meio do céu da pergunta junto com mercúrio que faz uma conjunção com sol e saturno. Que bela quadrilha de influxos astrais.

O mapa horário tem lua fora de curso, por isso, algo ainda vai ocorrer sobre esse tema, ainda mais com um ascendente em Peixes e com Netuno praticamente em conjunção com esse Asc e quadrando a quadrilha do MC. Eu (=povo brasileiro) confuso com o fato da Mega-Sena (2ª-8ª casa) em oposição ao planeta Júpiter na sétima (regida por mercúrio) e que comanda esse MC, em recepção mútua com mercúrio, podendo um ocupar o lugar do outro . Júpiter, regente natural de jogos de azar, é portanto um dos arquitetos dessa mega-encenação e está no poder do país. O mais interessante é quem está no controle dessa grana. O próprio Marte (regente da segunda- o dinheiro do povo) em queda no signo de libra e entrando na oitava casa ( o dinheiro do banco = dinheiro do prêmio) em sêxtil com a quadrilha no meio do céu. Uau! Vamos acreditar que não seja conspiração, mas simplesmente um sócio do dinheiro do prêmio, do qual embolsa 50% do total por lei! Mas nada garante nessa dupla interpretação que o dinheiro do prêmio, os outros 50% sejam utilizados para corrupção do lava cena,  já que é um golpe antigo conhecido desde a época dos anões do orçamento (LINK).

Realmente, eu penso que pode haver corrupção no esquema e isso vai ser revelado, tão logo a lua entre em curso simbolicamente no signo de câncer. Vamos aguardar e ver no que vai dar isso.

Participe do grupo de estudos astrológicos:  http://facebook.com/groups/astrotendencia

 

Sob o peso da cruz cósmica

Trabalho com essa senhora há uns bons 2 anos. Sempre tivemos um relacionamento muito bom e cooperativo. Não a conheço pessoalmente, mas sempre senti um lado humano, conselheiro e amigo da parte dela. Uma alma maternal a sinto, apesar de termos diferenças de idade não muito grandes. Ela é amiga, cooperadora, mas sempre apresentando um lado não revelado, aparentemente sofrido. Não tinha consciência do que estaria por vir, ainda no ambiente de nossa aula virtual que ocorre todas as semanas, quando ensino Esperanto para os meus alunos virtuais. Eles surgem, trocamos ideias sobre o movimento esperantista, conversamos em Esperanto e eles se vão. Mas ontem foi diferente, havia apenas um simpático aluno carioca e a nossa amável senhora. Os outros não puderam vir. Não dei aula. Conversávamos e dávamos um tempo e os nossos amigos não apareciam. Ela, vou trata-la por Íbis, com sua linguagem e trato maternal, comentou algo que vi parecer como uma pergunta horária e a pergunta surgiu… Eram 22:04 (BZD2): “Há alguma possibilidade do retorno dele?”.

Fiz o mapa horário e continuamos a conversa.

AH-ExisteChanceDeleRetornar-2

Decepção inicial… Eu, tecnicamente, como astrólogo horário, estava impedido de responder a pergunta, pois o ascendente era menor do que o terceiro grau nascendo no signo de câncer.

Avisei-a sobre esse impedimento, mas fiz as considerações iniciais, aquelas que um astrólogo deve fazer carinhosamente aos seus clientes e disse: “Minha cara Íbis, você fez uma pergunta que ainda precisa maturar cosmicamente. Há algum impeditivo que a faz pouco conhecedora de tudo que há por trás dessa pergunta. É como se você tivesse um véu que lhe cobrisse a visão, deixando-a turvada e sem condição de análise. O tempo deverá dar uma solução.”

Asc<3/Lua12a gQuad Jup/Net-Quiron/Op Sol-Sat-Mer-Fort: Lua reg Mer, Exílio

Trata-se de um mapa fortíssimo e muito pesado. A grande quadratura cósmica é um dos símbolos mais pesados do zodíaco e mais complexos para ser analisado. Normalmente, trata-se de um mapa ligado às vidas anteriores, revelando muitas dificuldades e sofrimentos. Nossa Íbis realmente estava sofrendo ao fazer essa pergunta.

E de quem se tratava aquela pergunta, que retorno seria aquele?…

Soube que era sobre seu filho amado. Ele já é professor universitário, mas que fora criado com a dedicação de uma mãe presente e carinhosa. No entanto, de um dia para o outro, mais precisamente em 9 Janeiro passado, ele havia lhe deixado, a ela e a família, totalmente sem explicação, para viver um amor soturno de uma verdadeira desconhecida, uma maga, quiçá vampira. Um ato de magia, com certeza real.

Vemos um mercúrio encarcerado em sagitário, tentando se desvencilhar de um Saturno, um peso, um lastro. Um saturno em processo de combustão solar. Essa combustão deve ser vista como positiva, pois é a luz iluminando as trevas. Se entendermos essa condição vemos que estamos enredados em um mundo e submundo de trevas, mas que terá seu período de clareamento. É angustiante ver uma ave tentar sair de um mar enlameado e cheio de sargaços, assim vejo o mercúrio tentando voar em sagitário, tudo isso sob a regência de um júpiter sanguinolento preparando-se para o encontro com o eixo nodal do destino, em seu movimento retrógrado. Quando isso ocorrerá? Talvez aí, teremos a permissão desse Júpiter para que o encarcerado se liberte. Há uma quase conjunção em Fevereiro de 2016, mas Júpiter se torna retrógrado e haverá frustração nesse encontro. Por outro lado, em Junho de 2016, Júpiter em movimento direto encontra o eixo nodal finalmente e continue o seu caminho em outras bandas. Isso talvez liberte nossa ave dos sargaços da maldade humana.

Uma história fantástica, aparentemente um caso isolado, na história de nossa Íbis, mas não é. Mas isso é outra história que poderá ser contada em outro capítulo. A ave da reflexão na mitologia egípcia, a Íbis, que ao por a cabeça debaixo da asa, toma a forma de um coração. Assim, gostaria de simbolizar nossa querida Íbis encarnada, que tem o seu coração partido pela partida de seu filho amando, envolvido pelo véu da noite nas tramas de um amor incógnito. Seu filho voltará sim, acredito, mas as circunstâncias cósmicas mostram que o processo precisa se desvencilhar para tomar o rumo certo do reencontro familiar, tão desejado.

Participe de nosso grupo de estudos astrológicos: http://facebook.com/groups/astrotendencia