Algo para Temer?

Estamos no meio do fogo cruzado: Cunha x Dilma. É ruim ver um país como o nosso sendo navegado por uma presidente que o presidente da câmara, cheio de traquitanas,  quer destruir. E do partido dele, um vice-presidente em cima do muro. Bom, falar do Temer é falar de libra e não há característica mais forte nos librianos do que a indecisão. O Temer tem um mapa astral. Ei-lo:

MichelTemer-RS2015

Ao lado, está o mapa da revolução solar do nosso vice-presidente. Voltemos ao Sol do Temer, em seu estilo dândi, que dá para sentir na telinha o cheiro de seu perfume. Elegante e bem vestido, veste a carapaça de quem não quer falar muito. “Deixa correr pois um dia sobra para mim. Que os dois se engalfinhem pois isso vai me dar chances.”  Pensa como em Brasília, pensa baixo. Acho que  teremos uma versão sem topete de um futuro presidente de nossa republiqueta das bananas. Mas falava do sol dele. Lembrem-se, meus caros astrólogos, o sol dele está a 0º07′ de Libra. Como o sol tem meio grau de arco celeste, eis uma descoberta, temos um meio-virgem e meio-libra.  Pois é, a indecisão chega ao extremo na sua capacidade de decidir. Vestindo um bom corte inglês, ele corteja um estilo sisudo, pouco afeito ao contato público, revela-se pouco apesar de uma penca de planetas na sua primeira casa que o deixa emudecido com tantas direções a tomar.  Adora as encruzilhadas. Trabalha com a plenitude de um Júpiter-Saturno  querendo adentrar o exterior, o mundo fora e distante relativas à nona casa (vejam a página dele na internet), mas ainda contendo os medos da oitava. Há sempre um medo de perder. Sabe esperar e dominar seus demônios na primeira e fica montado no poder tentando levar com sua lua geminiana o poder que lhe é conferido. Político de gabinete, gosta do que está por trás dos panos.

Temer trata muito sem mostrar nada a ninguém. Está sempre trabalhando, mas ninguém consegue ver o que faz. O negócio dele está em conversar atras dos bastidores e de soslaios. Gosta das cenas de beija-mão. Típico de um mercúrio próximo aos nefastos nodos lunares em um momento pré-eclipse total solar ocorrida após o seu nascimento. O grande eclipse que deu tantas vitórias a Hitler, foi o mesmo que conferiu ao Temer o seu caminho para o poder. Simbolicamente, por progressão secundária, ainda na infância ele recebeu toda essa carga cósmica que o moldou para a vida pública e o fez ascender ao poder. Todo esse stellium cósmico na primeira casa em trígono com a lua e o MC foram taxativos para lhe colocar o poder nas mãos. Com a sua capacidade de conter seus demônios da primeira e sabendo esperar (saber=Júpiter + esperar=saturno), ele é um mestre da sobrevivência. Mas está chegando a hora de mostrar suas evidências.

Vejam, meus caros, que toda essa mixórdia no país está acontecendo no fundo do seu mapa, no signo de sagitário em assanhadíssimo momento cósmico.  E o megalomaníaco Júpiter, passando pela primeira casa do Temer, o convenceu a escrever aquela carta estranhíssima com um queixume quase pueril para uma presidente que grita os seus estertores para que se invalide o seu pedido de impeachment.

Está na hora de não ser mais um títere do vida! Verdadeiros líderes se colocam do lado do povo e sabem entendê-lo. Cochichos de alcova nada resolvem para uma nação depauperada como o Brasil. Lute pelo bem maior da nação, marque a sua história fazendo uma grande cruzada pelo bem.

O mapa da revolução solar apenas mostra que ele continua no “poder”. Portanto, não vejo a saída dele da vice-presidência da república e talvez até chegando a presidência.


 

Adon Saleeby – consultas de astrologia.

Participe do grupo ASTROTENDÊNCIA.

 

2 ideias sobre “Algo para Temer?”

Deixe uma resposta