Arquivo da categoria: Geral

Assuntos Gerais

AH-O submarino não será encontrado?

Relutei em fazer essa pergunta por dias, mas com essa entrada do Sol em Sagitário, animei-me. Abri o jornal agora mesmo e me veio a pergunta horária cristalina na cabeça:

O Submarino não será encontrado?
( 22/11/2017 às 17:04:53 UTC-02 São Paulo, SP Brasil)

<MAPA HORÁRIO>

O mapa nasce na hora de Saturno, o grande regente de situações nefastas e do tempo, rege o MC do mapa horário e também o signo interceptado na décima.  Creio que Urano, o mentor da Astrologia e também regente de Aquário interceptado, nascendo no oriente de São Paulo no momento da pergunta, tem a ver com o terrível desastre do navio. Por enquanto, o que sabemos é que houve um desaparecimento inusitado no meio de águas turbulentas, com ondas altíssimas, na costa argentina e que deixou um último sinal de vida já há alguns dias. O noticiário mais recente que tenho disponível está nesses links (link1link2). Ele desapareceu desde o dia 15/11.

Bom, mas falando do mapa horário não temos boas notícias a serem dadas. Se foi realmente uma coisa de Urano como assinalou o mapa, podemos estar potencialmente frente a uma explosão no navio e consequente afundamento do mesmo. Sendo assim, é de se esperar que toda a tripulação pode estar morta e o submarino perdeu o contato pleno, não porque foi abduzido, como querem alguns sensitivos, mas porque não há mais uma vivalma nele. Vejam que Urano já entrou na 12a casa, dos desaparecimentos e está no 25º de Aquário que traz a seguinte mensagem sabiana: Um homem de olhos vendados, marchando até uma fossa profunda Interessante, não é mesmo? O homem no caso pode ser entendido como o corpo do submarino indo para o fundo.

Vejamos outros sinais do mapa horário.  A Lua, o outro significador da pergunta (primeira casa) está em conjunção partilíssima com Plutão. São apenas dois segundos passados da conjunção. Isso é um símbolo perfeito para transformação (morte) pelas águas turbulentas (lua no exílio) na nona casa (longe) e indo para os reinos de Hades (os infernos, estereotipo de um lugar distante e profundo, onde se recebem os mortos ao atravessarem o rio Tártaro).

Ainda temos Marte, o regente do ascendente (o submarino) em oposição aplicativa a Urano. Marte está também no exílio em Libra e não confere força ou potência ao submarino. Isso também é sinal de explosão. Se considerarmos o mapa horário assim, é direto que a sexta casa, das doenças, é também a causa mortis do navio. Morreu pela energia. Algo lhe falhou ou explodiu, como as baterias, combustível e propulsão.

O Sol que estava em escorpião durante o desaparecimento, acabou de entrar na oitava casa, a casa da morte, do afundamento e  distante (sagitário) ou profundo, como é bem possível. Um outro sinal do mapa horário é que ele é tardio, já não se pode fazer mais nada, pois tudo que poderia ser feito, já foi feito. O Ascendente, além de nascer em grau tardio, está em quadratura quase exata com o MC. Essa situação ocorre raramente no ano. Por outro lado, o regente da hora, Saturno, está conjunção em com o Centro de nossa galáxia, a Via Láctea, em 26-27º Sagitário e entrando na nona, uma viagem mais longa do destino. Ele é o único que faz uma ligação positiva com os tripulantes e a nave. Isso é um sinal de morte rápida.  O Sol representa o signo interceptado de Leão na 4a casa, que também é regida pela Lua conjunta a Plutão. Além disso, o Nodo Norte está nessa casa, indicando fatalidade no final das contas. Em síntese, um final trágico para o submarino.

Ainda confirmam os dados, a famosa antiscia de Marte, lado oculto da nave, que está conjunta a Netuno (mar, confuso) em Peixes (signo de água). Isso é um sinal que o desaparecimento pode ter sido mesmo por afundamento. Para quem gosta de estrelas fixas, a famosa Algol está na cúspide da 2a casa de Regiomontanus. Essa casa representa o futuro imediato da questão. Mais um sinal de morte.

Há um fato positivo nesse mapa, onde forças do exterior, anteriormente antagônicas com à Argentina, como o Reino Unido e EUA na guerra das Malvinas, se uniram ao contingente internacional para a busca. Na dor, houve a compaixão internacional. Isso é positivo para uma paz duradoura, como mostra a presença de Vênus e Júpiter na 7ª casa, dos países amigos. A Argentina acaba metaforicamente sendo a extensão de seu submarino, nesse mapa horário, representada por Áries e marte, que agora luta pelos seus concidadães. Esperamos que possam pelo menos descobrir algo sobre essa nave,  para trazer paz aos parentes que ficaram na dor de perderem seus  entes queridos, de forma tão estranha.

O Playboy morreu…

Foi noticiada a morte de Hugh Hefner, em 27/09/2017, o fundador da Playboy em 1953. Morreu velho aos 91 anos, 3 mulheres e 4 filhos e uma fortuna inestimável. Foi publicitário, produtor de filmes, livros e revistas, dono de casinos, serviço de limousines e toda a gama de coelhinhas do Playboy. Não foi o primeiro a publicar revistas com mulheres nuas, mas certamente foi quem deu os melhores contornos artísticos ao nu feminino, fazendo-as objetos de cobiça e venda em um mundo machista e libertário. Nasceu em uma família do meio oeste americano dentro do puritanismo metodista. Com os primeiros mil dólares emprestados pela sua mãe, publicou a Playboy que se tornou ícone mundial de fama. E a partir daí foi acumulando a fortuna que o tornou um dos bilionários americanos mais polêmicos, à semelhança do Donald Trump.

Fiquei curioso para ver o mapa astral dele e tentar entender pela astrologia o que havia de diferente com relação aos demais seres humanos. A astrologia natal desse magnata revelaria algo? Ei-lo na figura abaixo.

<<Hugh Hefner – Mapa Natal>>

Nasceu virgem… ops… O Ascendente dele era virgem. Daí a riqueza de detalhes em tudo o que ele fazia e apresentava. Ele era ariano, mas com o Sol na cúspide da oitava casa (sexo, muito sexo!);  tinha Urano na cúspide do descendente, em Peixes. Não é à toa que via os relacionamentos extraordinariamente flexíveis e, porque não dizer, cheios de confusão, revolução sexual e muita farra, regado a grandes lances de orgia. Era a confusão plena em todas as direções. Deve ter aprontado grandes bacanais. Junte-se aí o Mercúrio regente do ascendente, retrógrado em Áries, em conjunção aberta com Urano. O velho sempre foi safado, desde novo. Comprovações dessa loucura de prazer podem ser vistas também na quinta casa, com Júpiter e Marte, dançando freneticamente no signo de Aquário. Isso é que era um prazer descomedido, cheio de permissividades, embalados por Júpiter (os excessos) em oposição à Netuno (o ar de magia e busca do desconhecido) na nona casa (cheio de amigos e amigas).

Mas, ele não se perdeu nos excessos, soube dar excesso à sua vida, com uma longevidade inigualável. Falemos disso mais à frente. Antes é interessante ver como uma pessoa ficou tão rica, com a extravagância de um momento da humanidade em busca do prazer e da luxúria. Soube explorar como nunca o sexo. Começou com Marilyn Monroe, estampando-a no lançamento da Playboy. E assim utilizou o que a humanidade machista desejava hedonisticamente, fazendo as mulheres como objeto de seu trabalho. Vejam lá na sexta casa dele, os maiores símbolos de sexualidade feminina – Vênus e Lua  em Peixes, como objetos plenos da sua rotina de trabalho. Elaborou magnificamente as bundas e os peitos. Sempre se viam essas partes femininas com um lustro especial em que a languidez e a pele umedecida eram símbolos de um desejo quase tocados. Criou o ícone das coelhinhas, rechonchudas e deliciosas ao toque visual. Trabalhou com Netuno como nunca. E com o seu Netuno em Leão fez daí o seu pote de ouro. Tudo era oferecido e nada era dado. Só aos olhos podiam consumir o objeto de desejo. Quantas borracharias e mecânicas, Brasil afora, não se viam ornados com posteres da Playboy, com marcas de óleo e graxas.

Libra, na segunda casa, normalmente dá dinheiro. Esse signo é regido por Vênus, o planeta do dinheiro. E Vênus estava na sexta em peixes. Fez da mulher o seu objeto de trabalho e delas extraiu o máximo que pode. Está aí o seu império para provar.   Ainda podemos ver o sucesso no meio do céu em Gêmeos, também regido pelo famoso Mercúrio retrógrado. Fez da arte da repetição da mulher nua, anos e anos, o sucesso profissional. O negócio era inovar na repetição. Vendendo sempre o sexo como opção. Para comprovar esse fato, vejam o regente pleno do pecado e do sexo, Plutão, plantado na décima casa (profissão). E isso foi conseguido principalmente através de uma revista. Saturno na terceira casa (publicações) era o regente da Revista. Saturno em Escorpião, sob a batuta de Plutão (Vagina) em câncer (Peitos e Bundas) e Marte na quinta (a tara sexual).

Agora ele morreu. Isso ocorreu depois de seu terceiro retorno de Saturno e já em conjunção com a casa do final dos tempos (a quarta casa). Saturno em sagitário trouxe-lhe pompa e reverência até na morte, com grande divulgação através da mídia. Com Sol-Mercúrio e Marte lhe enquadrando o Ascendente. Essa foi a morte de um empresário polêmico que passou pela Terra e modificou-a na forma de viver e pensar.  Um mapa interessante, parece que a astrologia natal funciona.

Adon Saleeby