Arquivo da categoria: Temas Astrológicos

Reencarnação existe?

A reencarnação é algo intangível e muito difícil para algumas pessoas acreditarem na sua possibilidade. Normalmente, na astrologia, muitos acreditam em reencarnação. Pelo fato da astrologia estar vinculada a muitos grupos místicos, acredita-se na reencarnação de uma forma muito generalizada, tanto pelo espiritismo ou pelo espiritualismo oriental. Mal podemos distinguir  astrólogos que não acreditam nessa grande incógnita da humanidade. O fato é que vida pós-morte e o eventual retorno reencarnatório para o aprimoramento do espírito se encaixam muito bem à filosofia utilizada pela astrologia.

Foi feita uma pergunta horária no grupo de Astrologia Horária que dirijo e a autora me autorizou a publicar essa crônica, com base na sua pergunta. Esse grupo de AH tem a finalidade de ajudar astrólogos a exercitarem essa técnica astrológica, que poucas vezes tem a oportunidade de perguntas tão transcendentes. O mapa ao meu ver é interessantíssimo. No entanto, o mapa horário é marginalmente radical (ASC>27). Assim, devemos entender que a pergunta não é para ser respondida com um simples sim ou não. O céu está dizendo que há algo tão complexo para se dizer que exigiria uma reflexão muito além da própria astrologia. Na idade média, as pessoas eram convidadas a orar, antes de repetir tais perguntas. Portanto, quem sou eu para dizer um sim ou um não sobre reencarnação. Trata-se de uma concepção filosófico-religiosa muito complexa. Vou apenas me aventurar a ver o que o mapa nos revela em termos gerais, sem chegar a uma conclusão assertiva.

<<Mapa Horário>>

Vemos que o mapa surge entre o 27 e 28 grau de Peixes. Como mensagem sabiana temos: “A fertile garden under the full moon reveals a variety of full-grown vegetables” (Um jardim fértil sob a lua cheia revela uma variedade de vegetais maduros). Vejo muito significado nessa frase mística, onde o terreno fértil é a própria experiência terrena sob o aspecto das emoções (lua cheia) revelando a existência de espíritos já maduros na experiência das gerações. Em outras palavras, está nos dizendo que a filosofia da reencarnação já é uma revelação. É o místico explicando o místico.

O mapa em si revela uma primeira casa vazia. Portanto, com o corpo físico não temos nada de concreto para responder. Por outro lado, os regentes do ascendente estão nas casas da transcendência (na 12a e na 8a). Veja que a reencarnação não é para os nossos olhos físicos; deve ser entendida no post mortem (8a) e também nas sombras e penumbras de nossa vivência terrena, como nos sonhos e nas orações, já que se referem os assuntos apropriados da 12a casa.

Além disso, o mapa nos dá as lições de reencarnação que devemos migrar de vida após vida. Comecemos pela energia da vida, o Sol.

O símbolo maior da vida, o Sol, está na sua queda astrológica e fazendo plena conjunção e combustão ao planeta psicopompo, Mercúrio, aquele que guia as almas após a morte; que as leva da Terra aos Infernos para o julgamento no reino de Hades. Os dois planetas estão no signo da balança. Libra pesa as nossas ações no plano terreno e espiritual. É um claro sinal dentro da filosofia reencarnatória, do princípio de ação e reação.

O ferido planetoide Quíron foi quem motivou o querente a lançar essa pergunta. É um ser bicorpóreo homem-cavalo, o centauro; ele tem o lado humano terreno, representado pela metade cavalo,  e está machucado (pata ferida pelos venenos da Hidra de Lerna, os percalços da vida). A outra metade é a de um corpo vigoroso masculino, representando o lado espiritual em evolução, lançando a as flechas dos objetivos futuros. Não há melhor representação para esse mapa do que o próprio centauro, que sofre no planeta de expiações, mas que se liberta no aprendizado planejando as futuras experiências em várias vidas.

Saturno, o ceifador de vidas, marca o Meio-do-céu desse mapa. Está em sagitário e isso nos reafirma o lado bicorpóreo do centauro Quíron, simbolo maior dessa constelação e que dá passagem para a grande viagem evolutória. Mas é impressionante o posicionamento desse MC em conjunção com Saturno, está no grau do Centro da nossa Galáxia. Essa é a região mais energética da nossa Via Láctea. Devemos lembrar que Saturno é o regente de Capricórnio, que está quase completamente alocado na 10a casa desse mapa e que está sendo visitado por ninguém menos do que o planeta Plutão. O Planeta Plutão, o rei dos infernos míticos, é aquele que vai julgar as almas terrenas pelos seus feitos. Se ruins, serão arremessadas ao Rio Tártaro para sentirem o grande fluxo das eternas reencarnações corretivas; caso tenho agido positivamente, essas almas são enviadas para os Campos Elísios, em escala evolutiva de angelização.

Eu mesmo acredito que a reencarnação existe, dentro dessa filosofia de Karma e Dharma. Sinto que sou parte de um processo evolutivo, por isso, talvez não pudesse dizer que ela não existe. Mas esse mapa com a singularidade e honestidade da pessoa que o gerou, mostrou para mim que a astrologia nos mostra algo que existe no nosso interior. Assim, somente a transcendência da nossa alma e crença nessa filosofia (ou religião) pode no dar certeza para dizer que a reencarnação existe. E assim a astrologia nos devolve a dúvida atroz da existência ou não da reencarnação. Tudo depende da sua crença.

Adon Saleeby

Lúcifer atua…

Relutei em escrever esse artigo, mas resolvi fazê-lo. Quando examinei o mapa do massacre de Las Vegas, o sinal do cosmos ficou indelevelmente escrito para que eu o evitasse. Era um recado dos céus.  Foi um ato anunciador. Algo mais místico, mais do que a crença de um simples astrólogo como eu. Não costumamos analisar essas evidências em nossa pragmática astrologia de bem estar de nossos clientes. Achei, com a visão que tive do mapa, que não ocorrera simplesmente uma formação física dos astros que fosse trivial e que estava expressa naquele mapa astral. Tratava-se da revelação de uma “coincidência” entre milhões de outras combinações possíveis dentro das formações entre os astros.

<<MASSACRE LAS VEGAS>>

O mapa do massacre que matou 58 pessoas e feriu mais de 500 é uma clara revelação dos céus, onde colocam como culpado pela chacina um único homem, sem os antecedentes necessários para que cometesse tal ato.  Não, definitivamente não foi ele nessa minha interpretação, mas uma mão invisível muito mais ao alto. E o mapa nos revela isso.

Há alguns sinais claros no Mapa Astral do momento:

  1.  Gêmeos nascendo no horizonte de Las Vegas em oposição exata ao grande maléfico. Saturno se punha à oeste no horizonte local.  Era uma posição angular de Saturno. (Maldade contra um grupo social). Além disso, Saturno estava conjunto à posição de Marte do mapa da independência americana. (Simbolo maior do armamento e poder de fogo dos EUA)
  2.  A parte ou lote (árabe) do perigo ou do desastre estava conjunta ao Ascendente Local. (Parte do Desastre =Ascendente + Regente 8a – Saturno). Além disso, o regente da casa da morte (8a) era o próprio Saturno. (Massacre)
  3. Plutão, o planeta dos infernos, na cúspide da 8a casa em trígono à conjunção Marte-Vênus em Virgem na quarta casa. (Limpeza bruta e cáustica de elementos da terra). Era um festival de música Country (bem americana).
  4. Essa conjunção Marte-Vênus em oposição a Netuno na 10ª casa, o mandante transcendente do cosmos, em Peixes. Peixes, o signo mais transcendente do zodíaco, estava no comando. Uma força transcendente em comando aos seres inferiores?  Um anjo?  Um Lúcifer?
  5. Lua, Hyleg do mapa em 25º de Aquário, trazendo a frase sabiana “um mecânico testando uma bateria com um medidor”. Seria a tecnologia da morte sendo testada? O que uma bomba de hidrogênio e nuclear poderia fazer? Devemos ver na Lua, na 9a, em Aquário, a grande mensageira da ritualística do cosmos, trazendo uma mensagem espiritual. A mensagem vinha com sinais de tecnologia.
  6. Tínhamos no momento uma oposição de longa duração entre os grandes astros: Júpiter na via combusta em oposição à Urano. Além disso, Júpiter é o dispositor do grande maléfico Saturno. Vejo aí o excesso de tecnologia da morte em ação.
  7. O executor do ato é representado pelo regente do ascendente, Mercúrio. Um Mercúrio combusto (um médium da transcendência?) próximo ao Sol luminoso de quinta casa. A casa dos filhos. Um pai que ama seus filhos, mas que não quer perder todos. Esse Sol regente da 3a (instrumentos = armas) está ofuscando esse Mercúrio, o agente.  Por outro lado, vemos estranhamente que a conjunção Sol-Mercúrio está totalmente desconectada em aspectos dentro do mapa. Isso para mim é algo maior do que uma simples desconexão.  Algo que não se entende no contexto humano. O agente não era o agente, mas um médium de algo muito maior, enviado a Terra pelas amarras invisíveis do Cosmos. Uma manifestação divina e ao mesmo tempo diabólica. Certamente, os investigadores do FBI nunca vão encontrar uma razão plausível e direta para o agente e seu ato cometido.
  8. Para completar os sinais, devo dizer que se formou no céu além da grande estrela de David, formou o famoso Selo de Salomão.  A estrela de David é apenas um símbolo judaico terreno plano. O Selo de Salomão é um símbolo esotérico de dois triângulos equiláteros. O grande trígono de fogo entrelaça o grande trígono de ar do mapa. A ação se entrelaça ao saber. Era um ato premeditado e com a inteligência do Eterno. No mapa do massacre, ele ocorre unindo Júpiter-Ascendente-Lua nos signos de ar e Urano-Saturno e o Nodo Norte nos signos de fogo. Essa é a mensagem maior dos céus. Uma mensagem que chega até nós como um fogo do céu impresso impingindo aos próprios homens o horror da morte. Os espectadores desse teatro de horrores ficam com a mensagem de que não podemos caminhar tão próximo do perigo, que nós mesmos geramos.

Sim, acredito que o próprio Lúcifer manifesto, o portador de Luz, a mando de uma ordem superior impôs a morte como um aviso. Uma ordem superior para o constrangimento do mundo ante a morte que podemos impingir a outros seres humanos. Foi um aviso dos céus, para que dilacerasse corações, dentro de um cenário improvável, como o de Las Vegas, feitos pela mão de um próprio americano.  Não há aqui uma desculpa para o ato desse criminoso, de que o ato fosse oriundo de forças contrárias aos EUA. Os próprios americanos se executando numa demonstração insana de intolerância e beligerância.

Devemos ver nisso, em um ponto de vista maior, além da percepção humana, mas certamente mística. Lúcifer vem a mando de Deus, em uma mensagem clara de dor para que não se promova uma dor maior. Deve-se contextualizar que uma tragédia muito maior é a pretendida por Trump e Kim. Pretendem testar de forma real a bomba de hidrogênio. E isso seria o maior desastre de todos. Portanto, vejo que essa ocorrência insana veio para constranger os americanos e toda comunidade mundial, que a aniquilação de seres humanos não é para  melhorar a Terra. O mundo tem que lutar para constranger a loucura dos Neros. Esses sim, são os verdadeiros diabos encarnados que podem levar nosso planeta a uma loucura e auto-exterminação. Que a lição do Lúcifer tenha sido dada!

 

Adon Saleeby