EUA escolheu Trump

trumpganhou

Foi anunciada em 09/11 (Que número! De alguma forma lembram às Torres Gêmeas) às 02:32, pela UPI a vitória do Trump sobre a Hillary. Do hilário ao esTru(m)picio. Pois é, contra a maioria das previsões para intenções de votos, o Trump foi ganhador. Como já havia alertado em uma crônica anterior, ele era uma grande possibilidade por um mapa horário (LINK) e em outra crônica colocava a Hillary como uma perdedora se não mudasse seu discurso e ela  não mudou o seu discurso (LINK). Bom, as favas já foram contadas e a situação gerou um mapa muito interessante, mas que não promete grandes coisas para os americanos como líderes mundiais no próximo governo.

<<MAPA>>

Analisando-o, vemos que o signo de Virgem torna-se o proeminente, pois nascia no céu de Washington no momento da comunicação. Virgem é o signo mais frugal do Zodíaco, mas revela um desejo profundo de organizar a casa. Um signo voltado para a discriminação,  não para a união; um signo que aparentemente não quer luxo, mas sua retórica nem sempre é tão direta. Vejam que praticamente todos planetas nesse mapa estão no hemisfério inferior. Somente o irrequieto e extravagante Urano está acima do horizonte e na oitava casa (do dinheiro alheio, dos bancos) regendo a casa do consumismo (a quinta) regendo o jogo financeiro, os cassinos e o dinheiro piramidal favorecendo aos especuladores. Para mim, representa bem o capitalismo selvagem se instituindo. Vejam que Marte, o regente da oitava, acabava de entrar no signo de Aquário e está na cúspide da quinta. Portanto, teremos essa visão que o Trump deve dar e que é a imagem dele mesmo, dinheiro, jogo, luxo, sexo e muito hedonismo, regado a muitas discriminações. Isso é a América grande que ele deverá criar. O simplório que votou nele, quer sentir essa sensação de poder usufruir da sua riqueza nacional, de seu poder como nação maior do mundo. Os eleitores do Trump querem viver essa fantasia plastificada, como se a vida fosse um presente de carros e vida perdulária, de irresponsabilidade ambiental e de um mundo mais fácil, esquecendo que no resto do planeta, há muita desgraça criada por eles mesmos. Esse é o povo que o elegeu.

Mas terão isso?

O Trump pode ser um canastrão, mas manter essa imagem de país perdulário poderá lhe custar o governo em menos tempo que ele gostaria de estar lá. Como previsão, vamos ter a Lua (o povo) caminhando para Netuno retrógrado e encontrando o eixo nodal, digamos em um período de 5-6 meses, fazendo uma avaliação simbólica. Esse sonho, no entanto, vai durar pouco, para essa Lua cuja Antistia (a sua sombra e fantasia) está conjunta a magnânima conjunção zodiacal das estrelas Spica-Arcturus (benéfica). Mas essa Lua encontrará Quíron (planeta da cura e da dor) em 15 meses. E a festa da realidade vai sair de uma noite escura para uma derrocada da honra americana. Vão encontrar um paredão de realidade e terão que sair de sua noite de ilusões. Todos os malefícios netunianos (pestes, bebidas, jogos de azar, saúde em geral, bolsas em queda e consequências de suas dívidas) devem ocorrer, pois esse drama ocorre na sexta casa. Certamente, terão problemas com os seus “escravos latinos”. Haverá uma resposta feroz das minorias. A força policial e militar será a unica forma de se manterem no poder.

Mas nem tudo é desgraça, pois a Vênus no fundo do céu, em conjunção com o Centro Galático, regente da segunda (o tesouro americano), deve trazer fortuna para a Casa Branca, mas isso tem consequências negativas, pois o povo pensará que esse dinheiro é seu. Infelizmente, não será assim. O dinheiro financiará uma máquina de guerra poderosa, de conquista do que perderam para um mundo mais globalizado. Talvez se imponham pela força e com políticas avessas às conquistas democráticas. Exatamente dessa Vênus poderemos ter a belicosidade americana reinstituída, devido ao seu trígono com Urano na casa da morte.  É triste pensar assim, mas até o Júpiter em Libra se manifestará de forma completamente irracional pois está em processo de quadratura à Plutão, na quarta casa, reforçando a natureza guerreira do próprio povo. Essa influência cobre bem os próximos meses mas pode adentrar terrivelmente 2017 de forma bem sombria .

Mas e o signo de Virgem não melhoria esse quadro?

Infelizmente não, pois seu regente está em Escorpião. Mercúrio nesse ponto está em oposição à Algol na nona casa, a caput Medusa, tenebrosa e sanguinolenta. Esse mesmo Mercúrio rege o MC (o governo). A máquina de guerra vai crescer. Mais destruições vão ocorrer. E a cristandade hipócrita do interior americano vai se render em louvores aos malfeitores. Momentos sombrios surgem no horizonte.

Quanto mais longe desse novo EUA, tanto melhor. Que o Brasil se redescubra sem depender deles. Apenas deveríamos desfrutar da Disneylandia, mesmo assim, com muita parcimônia.


Participe do Grupo ASTROTENDENCIA
Consultas: ADON SALEEBY

Curta e retransmita a mensagem. Logo abaixo há botões para fazer isso facilmente.  Deixe seus comentários, críticas e faça suas sugestões, também no FaceBook.