Reencarnação existe?

A reencarnação é algo intangível e muito difícil para algumas pessoas acreditarem na sua possibilidade. Normalmente, na astrologia, muitos acreditam em reencarnação. Pelo fato da astrologia estar vinculada a muitos grupos místicos, acredita-se na reencarnação de uma forma muito generalizada, tanto pelo espiritismo ou pelo espiritualismo oriental. Mal podemos distinguir  astrólogos que não acreditam nessa grande incógnita da humanidade. O fato é que vida pós-morte e o eventual retorno reencarnatório para o aprimoramento do espírito se encaixam muito bem à filosofia utilizada pela astrologia.

Foi feita uma pergunta horária no grupo de Astrologia Horária que dirijo e a autora me autorizou a publicar essa crônica, com base na sua pergunta. Esse grupo de AH tem a finalidade de ajudar astrólogos a exercitarem essa técnica astrológica, que poucas vezes tem a oportunidade de perguntas tão transcendentes. O mapa ao meu ver é interessantíssimo. No entanto, o mapa horário é marginalmente radical (ASC>27). Assim, devemos entender que a pergunta não é para ser respondida com um simples sim ou não. O céu está dizendo que há algo tão complexo para se dizer que exigiria uma reflexão muito além da própria astrologia. Na idade média, as pessoas eram convidadas a orar, antes de repetir tais perguntas. Portanto, quem sou eu para dizer um sim ou um não sobre reencarnação. Trata-se de uma concepção filosófico-religiosa muito complexa. Vou apenas me aventurar a ver o que o mapa nos revela em termos gerais, sem chegar a uma conclusão assertiva.

<<Mapa Horário>>

Vemos que o mapa surge entre o 27 e 28 grau de Peixes. Como mensagem sabiana temos: “A fertile garden under the full moon reveals a variety of full-grown vegetables” (Um jardim fértil sob a lua cheia revela uma variedade de vegetais maduros). Vejo muito significado nessa frase mística, onde o terreno fértil é a própria experiência terrena sob o aspecto das emoções (lua cheia) revelando a existência de espíritos já maduros na experiência das gerações. Em outras palavras, está nos dizendo que a filosofia da reencarnação já é uma revelação. É o místico explicando o místico.

O mapa em si revela uma primeira casa vazia. Portanto, com o corpo físico não temos nada de concreto para responder. Por outro lado, os regentes do ascendente estão nas casas da transcendência (na 12a e na 8a). Veja que a reencarnação não é para os nossos olhos físicos; deve ser entendida no post mortem (8a) e também nas sombras e penumbras de nossa vivência terrena, como nos sonhos e nas orações, já que se referem os assuntos apropriados da 12a casa.

Além disso, o mapa nos dá as lições de reencarnação que devemos migrar de vida após vida. Comecemos pela energia da vida, o Sol.

O símbolo maior da vida, o Sol, está na sua queda astrológica e fazendo plena conjunção e combustão ao planeta psicopompo, Mercúrio, aquele que guia as almas após a morte; que as leva da Terra aos Infernos para o julgamento no reino de Hades. Os dois planetas estão no signo da balança. Libra pesa as nossas ações no plano terreno e espiritual. É um claro sinal dentro da filosofia reencarnatória, do princípio de ação e reação.

O ferido planetoide Quíron foi quem motivou o querente a lançar essa pergunta. É um ser bicorpóreo homem-cavalo, o centauro; ele tem o lado humano terreno, representado pela metade cavalo,  e está machucado (pata ferida pelos venenos da Hidra de Lerna, os percalços da vida). A outra metade é a de um corpo vigoroso masculino, representando o lado espiritual em evolução, lançando a as flechas dos objetivos futuros. Não há melhor representação para esse mapa do que o próprio centauro, que sofre no planeta de expiações, mas que se liberta no aprendizado planejando as futuras experiências em várias vidas.

Saturno, o ceifador de vidas, marca o Meio-do-céu desse mapa. Está em sagitário e isso nos reafirma o lado bicorpóreo do centauro Quíron, simbolo maior dessa constelação e que dá passagem para a grande viagem evolutória. Mas é impressionante o posicionamento desse MC em conjunção com Saturno, está no grau do Centro da nossa Galáxia. Essa é a região mais energética da nossa Via Láctea. Devemos lembrar que Saturno é o regente de Capricórnio, que está quase completamente alocado na 10a casa desse mapa e que está sendo visitado por ninguém menos do que o planeta Plutão. O Planeta Plutão, o rei dos infernos míticos, é aquele que vai julgar as almas terrenas pelos seus feitos. Se ruins, serão arremessadas ao Rio Tártaro para sentirem o grande fluxo das eternas reencarnações corretivas; caso tenho agido positivamente, essas almas são enviadas para os Campos Elísios, em escala evolutiva de angelização.

Eu mesmo acredito que a reencarnação existe, dentro dessa filosofia de Karma e Dharma. Sinto que sou parte de um processo evolutivo, por isso, talvez não pudesse dizer que ela não existe. Mas esse mapa com a singularidade e honestidade da pessoa que o gerou, mostrou para mim que a astrologia nos mostra algo que existe no nosso interior. Assim, somente a transcendência da nossa alma e crença nessa filosofia (ou religião) pode no dar certeza para dizer que a reencarnação existe. E assim a astrologia nos devolve a dúvida atroz da existência ou não da reencarnação. Tudo depende da sua crença.

Adon Saleeby